sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Thank you for the Music...


É incrível o poder da música. Dei comigo ontem a pensar nisso, mais uma vez (este é um tema recorrente na minha vida), a propósito de uma peça de teatro que fui ver ao Teatro Taborda, ali na Costa do Castelo. A peça, encenada pelo Teatro da Garagem, chama-se "Entre o dia e a noite", é da autoria de Adriana Aboím, e coloca em palco 2 actores (a própria Adriana Aboím e Pedro Carmo) e dois músicos (um pianista e uma violoncelista) em constante díalogo e interacção entre si. Os actores degladiam-se a propósito de um amor do passado que foi interrompido bruscamente e que volta 15 anos depois, sem nenhum motivo aparente, e os músicos acompanham esta viagem, umas vezes em monólogo outras em dialogo. E quando ninguém fala, há apenas música. Achei mesmo muito interessante este conceito de teatro com banda sonora ao vivo. Resulta na perfeição.


Há momentos que têm obrigatoriamente de ter uma banda sonora. É como aqueles dias em que chego a casa tão cansada que só me apetece ouvir Luiz e a Lata ou o Michael Bublé para relaxar, ou quando estou tão stressada que vou a correr pôr aquele DVD ao vivo de 1993 dos Depeche Mode, ou então correu-me tão mal o dia que tenho de ir com urgência ver o concerto da tournée do "Sign O' the times" do Prince, porque fico logo muito mais bem disposta. E há também aqueles dias em preciso mesmo de chorar e então, ouço vezes sem conta a banda sonora do Moulin Rouge (é tão lindo!!!), e naqueles momentos em que preciso descarregar a raiva, as únicas opções são Metallica ou Moonspell.


É incrivel o poder da música. Nem consigo imaginar o mundo sem ela.
* Imagem retirada da Internet

1 comentário:

Marsh disse...

Não há vida sem musica... pelo menos para mim. Musica é tudo!! Tudo é musica =)

Beijo!*